Ben-Hur

Publicado: 08/12/2010 em Drama

Uma verdadeira obra-primaBen-Hur é uma produção de 1959 dirigido por William Wyler e conta a saga de Judah Bem-Hur (Charlton Heston) um influente mercador judeu que vive em Jerusalém na época de Jesus Cristo. Com o retorno à cidade de seu amigo de infância Messala (Stephen Boyd)  as coisas se complicam visto que ambos estão em lados opostos politicamente uma vez que Massala agora é chefe das Legiões Romanas e Ben-Hur não aceita a ocupação da sua terra  pelos romanos. Por estas divergências Ben-Hur é condenado a viver como escravo em uma galera romana.  Anos mais tarde retorna à Jerusalém para vingar-se de seus inimigos e libertar sua cidade da tirania. Encontra sua família na miséria, seu patrimônio lapidado e a mãe vivendo numa gruta de leprosos longe da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

A grande cena do filme é, sem sombra de dúvida, a corrida de bigas e a luta que é travada entre Ben-Hur e Messala na arena. A grandiosidade da cena impressiona já que não existiam efeitos especiais naquela época. A Arena custou um milhão de dólares (um dinheirão para a época) e foram utilizados 76 cavalos (sendo 4 cavalos brancos trazidos da Tchecoslováquia em avião fretado) e  8.000 figurantes. Esta sequencia levou 94 dias para ser filmada e foram utilizadas cinco câmeras e uma grua de mais de 30 metros de altura para dar ao espectador a visão de estar sobrevoando a arena. Após as filmagens, os cenários foram todos destruídos para evitar que fossem utilizados em outras produções italianas.

Por todo este esforço, e por tratar-se de uma obra-prima, o filme recebeu os seguintes prêmios:

Oscar 1960 (EUA) – 11 vitórias de 12 indicações

Melhor Filme

Melhor Diretor (William Wyler)

Melhor Direção de Arte a Cores

Melhor Ator Principal (Charlton Heston)

Melhor Ator Coadjuvante (Hugh Griffith)

Melhor Fotografia

Melhor Figurino a Cores

Melhores Efeitos Especiais

Melhor Montagem

Melhor Trilha Sonora

Melhor Som

Indicação:

Melhor Roteiro Adaptado

Globo de Ouro 1960 (EUA) – 4 vitórias de 5 indicações

Melhor Filme – Drama

Melhor Diretor (William Wyler)

melhor Ator Coadjuvante (Stephen Boyd)

Recebeu um prêmio especial, dado a Andrew Marton por sua direção na cena da corrida de bigas.

Indicação:

Melhor Ator – Drama (Charlton Heston).

BAFTA 1960 (Reino Unido)

Venceu na categoria de melhor filme.

David 1961 (Itália)

Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Grammy Awards 1960 (EUA)

Indicado na categoria de melhor álbum de trilha sonora para cinema ou televisão.

Anúncios
comentários
  1. Le disse:

    Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s